Categoria: ARQUITETURA, DESIGN | Publicado em por | 17:13 | Autor: DUOCASA

Memorial 11 de setembro reúne arquitetura e algorítimo

O Memorial 11 de setembro, criado para marcar o ataque do World Trade Center, é uma obra que reúne arquitetura e algoritimo. Formalmente chamado de Museu Memorial Nacional do 11 de Setembro foi idealizado pelo arquiteto Michael Arad e o paisagista Peter Walwer, selecionados a partir de um concurso de design global que teve mais de 5.200 inscrições de 63 países.

O projeto consiste em duas enormes fontes de 4 mil m² e quedas d’água de 9 m situadas no exato local onde, um dia, as duas torres cortavam o céu de Manhattan, que representam as maiores cachoeiras artificiais da América do Norte. Elas são rodeadas por um parque de 24 mil m².

Os parapeitos das cascatas apresentam os nomes das 2.983 vítimas dos ataques em um sofisticado jogo de algoritmos que agrupa os nomes das vítimas de acordo com laços e afinidades.

Ou seja, gravado em bronze, cada um dos nomes foi posicionado ao lado de colegas de trabalho, familiares ou estranhos que morreram no mesmo lugar, assim como bombeiros ao lado de bombeiros, e policiais ao lado de policiais.

Esse design, além de se diferenciar de qualquer outro memorial do mundo – que normalmente dispõe os nomes em ordem alfabética – ainda permitirá que os familiares de pessoas relacionadas fiquem juntos em uma visita ao local.

Este é o primeiro projeto inaugurado na área. Como os edifícios nos entornos tiveram que ser demolidos também, a partir de agora o local ganha prédios de renomados arquitetos, dando nova vida ao lugar.

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*Nome: Website: Comente:

 

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>