Categoria: INTERIORES | Publicado em por | 19:46 | Autor: DUOCASA

Ideias charmosas: iluminação para quarto de casal

Iluminação é essencial em qualquer local de uma casa. Quando idealizada com sucesso, pode trazer aconchego e bem-estar. No quarto, é preciso ainda mais atenção para que o projeto atenda as exigências de cada casal. Pode-se optar por uma iluminação especial nas cabeceiras ou em nichos que guardam objetos queridos ou ainda foco para facilitar o acesso a armários.

 

Nesta suíte, há três principais focos que se equilibram e harmonizam. O plafon garante luz geral ao ambiente. Como os moradores gostam de ler na cama, sobre a cabeceira foram instalados dois micro-spots direcionáveis, que acendem de forma independente. Para arrematar, cada criado-mudo abriga um abajur.

 

Neste quarto, idealizado pela DUOCASA, o recurso de iluminação geral foi feito no rebaixamento de gesso através de uma sanca, que recebe luz fluorescente. As pendentes artesanais foram pensadas para o casal, com luz incandescente, circuitos independentes para iluminação de apoio e interruptores dimerizados, que possibilitam aumentar e diminuir a quantidade de luz. (Mais informações do quarto no Catálogo DUOCASA)

 

Suspensos sobre os criados-mudos, estes pendentes não ofuscam a visão, criam um lindo jogo de sombras na parede e, de quebra, permitem a leitura na cama. Em cada lado dela, por sinal, há um interruptor dimerizado.

 

A iluminação desta suíte numa casa de praia tira partido de detalhes que fazem a diferença. A parede atrás da cama recebeu uma canaleta embutida na marcenaria com fluorescentes, que dá destaque à textura do revestimento de palha e aos objetos decorativos. Como complemento, nichos laterais têm dicróicas embutidas.

 

A iluminação foi fundamental para produzir uma atmosfera aconchegante nesta suíte de 25 m². Spots com dicroicas foram embutidos no forro de gesso e fornecem iluminação dirigida, formando um interessante jogo de luzes que mescla fachos abertos e fechados. Sobre os criados-mudos, luminárias articuladas de alumínio com lâmpadas incandescentes favorecem a leitura.

 

Neste quarto elegante e amplo, a luz natural é filtrada por leves cortinas de seda, que arrastam no chão. Tomadas e interruptores saem da parede do fundo e foram instalados no biombo de wengé, que fica afastado 10 cm dela. Além dos spots embutidos no forro, as luminárias sobre os criados-mudos asseguram foco para a leitura na cama, enquanto a luminária de chão garante boa iluminação na poltrona.

 

Para valorizar a cabeceira da cama do tipo box, criou-se um painel de madeira revestido de couro ecológico branco. No nicho que se forma no meio, a luz embutida proporciona um clima mais intimista ao ambiente.

 

Neste quarto, a iluminação embutida no forro conta com o auxílio de uma ideia diferenciada: bem em frente ao armário com portas ripadas de imbuia, um rasgo na laje do piso (10 x 10 cm) embute lâmpadas alógenas. Uma espécie de gelatina serve como revestimento e garante uma luz amarelada. Um vidro temperado de 10 mm recobre o nicho. Repare ainda no abajur, que possui cúpula de tecido no mesmo tom da cabeceira estofada e revestida de seda.

 

Apaixonado por cinema, o casal de moradores queria realizar o luxo de ter um sistema de home theater para assistir a filmes sem precisar sair do quarto. Para tanto, foi preciso cuidado ao planejar a iluminação e a disposição dos aparelhos. Arandelas de apoio com dimmers calibram a luminosidade para as sessões. Quando a vontade é de ler, a luminária de chão garante o foco na poltrona, e as luminárias sobre os criados-mudos, na própria cama.

 

Na reforma do apartamento, o cômodo da empregada e parte da área de serviço viraram closet e banheiro, separados do quarto por paredes espelhadas e portas de correr. O forro embute spots, e a parede da cabeceira exibe uma luminária de foco direto. Românticos abajures completam o visual.

 

Como o banheiro da suíte não tem janela, ele ganhou vidro duplo com persiana no meio, para que a iluminação do quarto chegasse até ali. Além de spots embutidos no forro, a luminária de traços retos é uma aliada no momento da leitura.

 

A planta de 20 m² era irregular, com um dente na parede mais larga do quarto. Para tirar partido da geometria e atender o desejo do casal, que pedia muitos armários, foi projetado um closet nesse vão. O vidro translúcido dá leveza visual ao armário, iluminado por lâmpadas dimerizadas ocultas num rasgo do forro. Além da boa luminosidade natural, o quarto conta ainda com luminárias nas cabeceiras, uma luminária de chão, que garante foco à leitura na poltrona Charles Eames, e luz central.

 

Neste projeto, a cama ganhou pintura e encosto almofadado de seda. Para dar a sensação de amplitude, recorreu-se ao truque dos espelhos dispostos nas laterais. Assim, os abajures sobre as mesas-de-cabeceira, com pés de acrílico e cúpulas de tecido, têm sua imagem e luminosidade duplicadas.

 

O quarto de 23 m² exibe nichos iluminados por spots na parede, realçados pelo acabamento de carvalho. Neles acomodam-se peças de arte e criados-mudos. A mesma madeira emoldura a cabeceira de couro, sobre a qual pendem luminárias articuláveis que ajudam na hora da leitura.

 

Nesta suíte de 50 m², as tradicionais janelas foram substituídas por panos de vidro que garantem a profusão de luz natural. Sem portas, o acesso ao banheiro é feito pelas laterais do bloco de alvenaria com 40 cm de espessura. Com iluminação indireta, o nicho (2 m x 40 cm) tem profundidade de 25 cm para acomodar livros e pequenos objetos. Para complementar a iluminação, uma luminária articulável se apoia sobre a mesa Saarinen.

 

Um painel de madeira substitui a cabeceira tradicional neste quarto de casal. A marcenaria pintada de branco conta com um nicho sobre a cama de 8 cm de profundidade com dicroicas embutidas. De formato inusitado, a luminária lateral dá um ar descontraído ao ambiente.

DUOCASABLOG
Fonte: Casa Claudia

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*Nome: Website: Comente:

 

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>